Colaborador da UCAMPROMINAS conduz a Tocha Olímpica em Coronel Fabriciano/MG

Esportes

Um misto de emoção e alegria foi o que sentiu o colaborador da UCAMPROMINAS, Leonardo Gomes, ao conduzir a Tocha Olímpica pelo Centro de Coronel Fabriciano/MG, juntamente com outros 16 condutores, na tarde desta quinta, 12/05.

A cada segundo, a ansiedade tomava conta dos participantes. Primeiro o recebimento do uniforme oficial, depois fotos com os familiares junto às tochas. Em seguida, os condutores partiram para o “Estádio Louis Ensch”, conhecido como “Campo do Social”, onde dois helicópteros levaram cinegrafistas e o primeiro condutor com a Tocha para sobrevoar a “Serra dos Cocais” - repleta de cachoeiras e outras belezas naturais.

Quando os helicópteros retornaram, o ônibus dos condutores se dirigiu ao trevo da cidade onde o revezamento teve início, percorrendo diversas ruas do Centro. O jornalista Leonardo Gomes iniciou o seu percurso na rua Dr. Querubino, logo depois da Igreja Matriz e, ao final, passou a “chama olímpica” para a grande personalidade do Revezamento, o Bispo Emérito da Diocese de Itabira-Fabriciano, Dom Lélis Lara, que aos 90 anos realizou o percurso com bastante vigor.

O assessor de comunicação da UCAMPROMINAS falou da emoção de carregar o símbolo olímpico. “Sem dúvida foi uma emoção muito grande. Superou até mesmo a gripe e as dores no corpo que eu estava sentido. Será um dia para lembrar eternamente e ter passado a Chama para Dom Lara foi uma honra”, comemorou Leonardo que guardará na estante a lembrança maior do momento: a Tocha Olímpica.

Espetáculo de Dança

A colaboradora da UCAMPROMINAS, Skarlleth Costa, do Setor de Correspondências, também participou da Solenidade do Revezamento por meio de um espetáculo de dança, apresentado na Praça da Estação. Skarlleth integra a Cia Núcleo de Dança (CND) - grupo formado por alunos e ex-alunos de projetos do município e que tem como professores e coreógrafos, Liliane Silva e Silvio Magela Martins.

Skarlleth falou da emoção que o grupo sentiu. “Nos sentimos honrados em participar de um evento histórico como este, pois, provavelmente, se houver outro revezamento olímpico em Coronel Fabriciano, nossa geração não estará viva pra ver. Ficamos felizes com o momento pois acreditamos que a Cultura também precisa de investimentos”, falou a colaboradora da UCAMPROMINAS.

Fotos: Diego Sousa/Divulgação

Assessoria de Comunicação
  • ...

    Leonardo Gomes
    Jornalista e Assessor de Comunicação e Marketing

  • ...

    Guilherme Fernandes Marciano
    Jornalista e Social Media

  • ...

    Bárbara Souza Costa
    Jornalista e Assessora de Comunicação e Marketing